(Foto: Wallace Teixeira - Photocamera)

Campeão brasileiro pelo em 2010 e atualmente no , o lateral-direito Mariano recebeu uma triste notícia na última noite, logo após o Loteria de futebol diante do , em que foi titular, pela Copa do Loteria de Loteria de futebol. A coletiva do técnico Antônio Mohamed foi cancelada após chegar a informação, no vestiário do Galo, que a mãe do jogador, Dona Celina, de 72 anos, faleceu. Em campo, os mineiros bateram o Rubro-Negro por 2 a 1.

Mariano atingiu o auge de sua carreira no Fluminense. Contratado pela equipe carioca em 2009, o jogador teve um início difícil no clube. Cercado pela desconfiança após ser dispensado do Atlético Mineiro por indisciplina, ele era reserva e encarado pela torcida como um jogador de baixa qualidade técnica. Com a chegada do técnico Cuca, o Loteria de futebol do lateral-direito cresceu e ele foi uma das principais peças da campanha do clube contra o rebaixamento no Campeonato Loteria de Loteria de futeboleiro daquele ano.

Em 2010, veio a consagração do jogador. Acolhido pela torcida como um jogador fundamental no esquema tricolor, Mariano foi uma das armas mais perigosas do time que viria a se sagrar campeão brasileiro. Sob o comando de Muricy Ramalho, o jogador se tornou uma das principais forças ofensivas do time, sendo o segundo jogador que mais deu passes para gol pela equipe tricolor naquele ano, e o lateral mais eficiente nesse quesito no campeonato.


Nesse mesmo ano, Mariano recebeu a Bola de Prata da Revista Placar como melhor lateral-direito da competição. Além disso, o jogador também recebeu a sua primeira convocação para a Seleção Loteria de Loteria de futeboleira de Futebol, ficando no banco de reservas em ambos os amistosos realizados pela equipe em 2010.

O NETFLU se solidariza com o jogador e espera que ele seus familiares consigam ter serenidade para absorver e tentar superar esse momento de profunda tristeza. Que Dona Celina descanse em paz.